Ferramentas de Usuário

Ferramentas de Site


vale_da_malhada

Vale da Malhada

Localização

Cronologia

Idade do Ferro.

Descrição

Torques de ouro maciço decorado com a estampagem, a meio da peça, de um alinhamento de escudetes triangulares com besantes, formando duas linhas ziguezagueantes. Nos extremos surgem igualmente triângulos associados a linhas de pontos. Pode-se ainda observar um círculo estampado numa das hastes, a modo de marca. Trata-se de uma peça usada como “bem de prestígio” reservada a uma elite social.

Jóia simples, com remates nos extremos, era usada ao pescoço, “constituindo, sem dúvida, o tipo de ornato pessoal mais significativo da ourivesaria castreja do Noroeste peninsular” (Silva, 2007: 331). A decoração deste torques denuncia a influência céltica nesta região. O achado da peça foi feito em fins de Fevereiro de 1906 quando “o operário Florêncio d'Almeida procedia ao arranque d'um penedo no sitio de Villa seca em Vale Malhada, freguesia de Rocas do Vouga, concelho de Sever de Vouga (…) parece que, afastando de picareta a terra circundante exhumou inesperadamente collar do nosso estudo(…) ” (Fortes,1905-1906).

De certo que este achado estará em correlação com um outro feito no sítio do Passaral, contíguo ao sítio da Malhada, podendo considerar-se ser apenas uma única estação arqueológica. Esta última peça em ouro achada em 1950 por António Coutinho de Nespereira de Baixo terá sido oferecida ao Dr. Daniel de Almeida (Ramos, 1998: 179). A peça com cerca de 1cm x 3cm e com o peso de 1,5gramas teria o formato retangular e de pontas arqueadas, poderia corresponder a um elemento de adorno talvez uma arrecada ou um remate de torques.

Fontes

Bibliografia

  • Bettencourt, A. (1988). Carta arqueológica do concelho de Sever do Vouga. Sever de Vouga, Portugal, 250p, policop.
  • Cardozo, M. (1967). Elementos bibliográficos para o estudo da joalharia arcaica luso-espanhola, Revista de Guimarães. Guimarães, 77: 3-4: 329-376.
  • Fortes, J. (1905-1908). Duas Jóias Archaicas. Portugália. Porto. 2: 412-416.
  • Parreira, R. (1980). Tesouros da arqueologia portuguesa no Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia, Lisboa: Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia.
  • Ramos, F. S. (1998). Sever do Vouga - Uma Viagem no Tempo. Sever do Vouga. Câmara Municipal de Sever do Vouga.
  • Silva, A. C. F. da (2007). A cultura castreja no Noroeste de Portugal, Paços de Ferreira: Câmara Municipal de Paços de Ferreira, 2ª Edição.
vale_da_malhada.txt · Última modificação em: 2020/06/08 12:37 por mmsv