Ferramentas de Utilizador

Ferramentas de Site


lenda_do_cantaro_de_ouro

Lenda do Cântaro de Ouro

Paradela do Vouga, União das Freguesias de Cedrim e Paradela.

“Reza a lenda que na extinta freguesia de Paradela, no tempo dos mouros existiu no cimo de um pinhal umas pedras muito grandes onde vivia uma moura, que se diz ter sido bruxa, e que tinha um gato preto e um cântaro de Ouro. Os cristãos conhecendo isto aproximaram-se das pedras e mataram a moura, conseguindo entrar nas pedras e ver o gato e o cântaro de ouro.

No entanto, para alcançar o ouro, era necessário saber ler o livro de S. Cipriano de trás para a frente e vice-versa, que as pdras, assim deixavam o oiro a descoberto. Mas na sua leitura - ainda há hoje quem nisso acredite - não pode haver medo e ganância. Caso contrário, as pedras voltam a esconder o oiro. Como é impossível separar o medo da ganância o ouro mantêm-se longe das mãos dos homens.”

Fonte

Bibliografia

  • Tavares, A. H. (2012). “Tradições Orais”. in Sever do Vouga Memórias de um Povo. Confraria Gastronómica de Sever do Vouga. Sever do Vouga. p. 25

Museu Municipal de Sever do Vouga 2020/04/24 23:16

lenda_do_cantaro_de_ouro.txt · Esta página foi modificada pela última vez em: 2020/05/11 19:09 (Edição externa)