Ferramentas de Utilizador

Ferramentas de Site


lenda_da_cabeca_da_moura

Lenda da Cabeça da Moura

Penouços, União das Freguesias de Cedrim e Paradela.

“Na localidade de Penouços - Paradela do Vouga, existe um monte, a que chamam “Cabela da Moura”, de grandes dimensões e constituído por enormes pedras, que serviam de habitação para os mouros. As características deste local foi propício à criação de muitas lendas e histórias, à qual as pessoas mais idosas acreditam ser uma realidade.

No entanto, conta-se que há muitos e muitos anos, vivia no Cabeço da Moura uma moura bonita e elegante, que se enamorou de um jovem. Encontravam-se ali todas as noites, mas havia algo de que a moira famosa o prevenia sempre: “Nunca, mas nunca, te aproximes de mim com fogo ou algo com ele relacionado”. O seu amado cumpria a ordem da sua moura, até que, num certo dia, a sua mãe foi para as fainas agrícolas e lecou o casaco do filho. Entretanto, necessitou de fazer uma “queimada” e foi a casa à busca de fósforos, que após a fogueira, colocou num bolso do casaco do filho. À noite, como era de costume, o jovem foi visitar a sua moura que, entretanto, se cobria de ouro. Esta, quando o vê aproximar-se, diz-lhe: “Afasta-te. Pedi-te que não trouxesses fogo e tu não cumpriste”. E logo a noiva desapareceu para sempre e o jovem foi invadido por uma enorme tristeza e arrependimento, chorando sempre pela sua amada. Ainda hoje existe na “Cabeça da Moura” uma pedra com inscrições indecifráveis, que duzem esconder o ouro, o tesouro da noiva.”

Fonte

Bibliografia

  • Tavares, A. H. (2012). “Tradições Orais”. in Sever do Vouga Memórias de um Povo. Confraria Gastronómica de Sever do Vouga. Sever do Vouga. p. 25

Museu Municipal de Sever do Vouga 2020/04/24 23:16

lenda_da_cabeca_da_moura.txt · Esta página foi modificada pela última vez em: 2020/05/11 19:09 (Edição externa)