fbpx

Marcadores de livros são convite à descoberta das alminhas de Sever do Vouga

O Museu Municipal de Sever do Vouga convida a uma viagem pelo riquíssimo património religioso do concelho, através da exposição temporária “261, Por Terras de Sever do Vouga”. A inaugurar no dia 22 de junho, pelas 15h30, a mostra de 261 marcadores, ilustrados a tinta da china e aguarela, é da autoria de Bastiana Angélico. A entrada é livre.

Em eloquentes traços artísticos, como explica o Museu Municipal, “o autor retrata-nos os encantos de 261 alminhas, de freguesia em freguesia, e leva-nos a conhecer e a descobrir muito do nosso património arquitetónico, histórico e religioso que, a muitos dos nossos visitantes e também habitantes, passa despercebido”.

A exposição, patente até 26 de outubro, é um convite para todas as idades, revestindo-se de especial importância para a comunidade escolar, dado o seu caráter didático.

Sobre o autor

Foi em 2007 que Bastiana Angélico deu início ao seu projeto de ilustração de marcadores de livros, com técnica mista de aguarela e tinta da china monocromática, retratando paisagens do Parque do Douro Internacional. Anos mais tarde, o projeto estende-se por todo o território nacional e, através de “Pelos Caminhos de Portugal”, investiga e ilustra o património cultural, etnográfico, arquitetónico, religioso, militar, civil e paisagístico. Segue-se o projeto de marcadores de livros “Românico Ibérico”.

Licenciado em Educação Visual e Tecnológica e Educação Básica (1.º CEB), na Escola Superior de Educação de Viana do Castelo, em 1997, tendo antes frequentado na Escola Secundária Soares dos Reis, os cursos de Arquitetura e Design, entre 1989 e 1992, Feliciano Nuno Bastiana Angélico especializou-se em Administração e Organização Escolar, com uma pós-graduação em Ciências da Educação concluída, em 2008, na Universidade Católica Portuguesa de Viseu. Desde 2015, é professor do 1.º CEB, no Centro Escolar de Rocas do Vouga.

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

No termos do Decreto 3-A/2021, de 14 de Janeiro, o Museu está encerrado até 30 de Janeiro, devido ao estado de emergência.
Apesar de estarmos encerrados, ESTAMOS ON com diversos conteúdos disponíveis no nosso sítio na Internet.

Estamos encerrados mas ESTAMOS ON