Achados arqueológicos do Rodo regressaram ao concelho


Os achados arqueológicos, descobertos durante a construção do Aproveitamento Hidroelétrico de Ribeiradio-Ermida, regressaram ao nosso concelho. As mais de 20 mil peças, que datam o Paleolítico Superior, foram acolhidas no âmbito da criação da Reserva Municipal de Arqueologia, que se encontra em fase de instalação no edifício do Centro Escolar de Couto de Esteves.

Após o estudo pela empresa Arqueologia e Património, custeado pela EDP Produção, os materiais do sítio arqueológico do Rodo, em Couto de Esteves, regressaram à freguesia onde foram encontrados. Ao todo, 107 contentores, com mais de 20 mil peças, na sua maioria feitas pelo homem, sendo as restantes pedras de estruturas, amostras e termoclastos (pedras base das lareiras), encontram-se agora depositados na Reserva Municipal de Arqueologia, criada em articulação com a Direção Geral do Património Cultural e a Direção Regional de Cultura do Centro.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, Almeida e Costa, com a criação da Reserva Municipal de Arqueologia, “Sever do Vouga dá um importante passo na salvaguarda e preservação do património cultural e, em especial, o arqueológico, integrado numa estratégia adequada no que diz respeito à recolha,estudo e conservação da informação arqueológica, fundamental para o conhecimento da história concelhia”.

Integrada no Museu Municipal de Sever do Vouga, a Reserva tem como missão o depósito de materiais arqueológicos provenientes de sítios arqueológicos do concelho de Sever do Vouga; bem como o seu tratamento,organização, preservação e disponibilização a todos os utilizadores para o desenvolvimento das suas actividades profissionais ou de investigação. Além do depósito de materiais arqueológicos, será criado um espaço para acolher investigadores para o estudo dos materiais e, ainda, um espaço para exposição.

A partir de agora, todos os materiais recolhidos em escavações arqueológicas (anteriores e futuras) serão depositados na Reserva Municipal de Arqueologia, estando já o Museu Municipal em contacto com os investigadores das Universidades de Lisboa e Coimbra que ali irão desenvolver as suas investigações.

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *